Tratamento silencioso: uma forma de abuso emocional

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

O tratamento silencioso é uma forma de abuso emocional bastante comum. Ele costuma ser utilizado pelas pessoas abusivas quando você toma uma posição assertiva, quando você as confronta, ou busca colocar limites em alguma situação ou tem um comportamento diferente do que a pessoa abusiva esperava para aquela situação.

Tratamento silencioso: uma forma de abuso emocional - Janaina Campos - Viva o relacionamento que você merece

E existem duas formas de tratamento silencioso: o direto e a ausência física .

No imediato a pessoa abusiva deixa de falar com você, te ignorando completamente. Age como se nada estivesse acontecendo e como se você não estivesse ali, como se você fosse invisível. E essa pessoa costuma não te dar nenhuma justificativa pelo comportamento dela. Essa postura te traz bastante confusão e insegurança. Você não entende o que está acontecendo e começa a perguntar “Por que você não quer falar comigo?” – “O que está acontecendo? O tratamento silencioso pode durar minutos, horas, dias, meses ou anos.

A segunda forma de tratamento silencioso é quando a pessoa abusiva ausenta-se fisicamente. Simplesmente desaparece e muitas vezes não te dá qualquer satisfação.

Independente de ser o direto ou a ausência física, o objetivo da pessoa abusiva ao utilizar-se do tratamento silencioso é retomar a posição de controle e te levar de volta para a posição de abuso. E isso mata qualquer tentativa da vítima em impor limites ou reagir naquela situação, além de ser uma forma de punição.

No fim, a vítima passa a adular a pessoa abusiva para que o tratamento silencioso cesse. E não se engane: na maioria das vezes, enquanto te aplica o tratamento silencioso, a pessoa abusiva está interagindo com uma possível nova vítima. Irá testá-la para ter a certeza de que ela pode realmente se tornar a sua fonte primária de suprimento narcisista. Se for “aprovada”, o tratamento silencioso evolui para o descarte.  Se não, a pessoa abusiva retorna para você.

Se a pessoa abusiva retorna, possivelmente vai retornar utilizando a idealização: “eu te amo tanto…”, “Senti tanto a sua falta…”, etc.  E essa pessoa vai agir como se nada tivesse acontecido. Como se não tivesse sumido aquele tempo todo. Como se tudo estivesse maravilhoso.

E assim é o relacionamento com uma pessoa abusiva: um pêndulo, onde você flutua entre o abuso e algumas poucas boas emoções.

ASSISTA O VÍDEO:

Janaina Campos

Janaina Campos

Janaina Campos Psicanalista | Coach | Hipnoterapeuta - OMNI e NGH | Analista Comportamental Te conduzo à libertação definitiva da codependência emocional e dos relacionamentos abusivos. Viva o relacionamento que merece.

Veja também!

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Posts Recentes

Parabéns!

Muito bem,
Você já esta Inscrito!

O que fazer enquanto isso?
Você pode acompanhar o meu trabalho em minhas redes sociais e conferir o meu site.

arrow-icon-size3 Voltar para o Site

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.