Codependência emocional: como curar a codependência emocional?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
codependência emocional

Minha maior dor ao me descobrir no abuso não foi aceitar que as relações abusivas estavam presentes há tempos na minha vida. Minha maior dor foi saber sobre a minha codependência emocional. Isso porque, junto com a descoberta, veio a informação de que a codependência emocional era uma coisa que eu não poderia mudar na minha vida.

Mas não é bem assim…

Eu já me acostumei com as caras de surpresa que algumas pessoas na platéia fazem quando eu vou iniciar minhas palestras e me apresento dizendo que meu nome é Janaina Campos e que eu sou ex-codependente emocional.

Quantos codependentes já ouviram que a codependência emocional não se cura, se aceita? E que terão que conviver o resto da sua vida com isso? Pois é. E o que eu descobri é que, graças a Deus, não é nada disso.

E para te explicar melhor isso, eu preciso te explicar rapidinho como a sua mente funciona. A sua mente tem programações registradas para tudo. A razão de você toma banho sempre do mesmo jeito, amarrar o sapato sempre do mesmo jeito, dirigir do mesmo jeito tem uma explicação. Toda vez que você aprende a fazer alguma coisa, essa informação fica registrada na sua mente, como um programa. E dali para frente, você só repete essa programação, fazendo aquilo no automático.

Da mesma forma como amarrar os sapatos ou dirigir um carro, a sua forma de se relacionar com as pessoas também é uma programação registrada na sua mente. E a sua codependência emocional mora dentro dessa programação de se relacionar que você carrega. Por você estar há muitos anos repetindo essa programação, é bem mais difícil de mudá-la. Mas é totalmente possível fazer isso. Basta utilizar as ferramentas e conhecimento adequados.

codependência emocional
codependência emocional

E isso é o que eu fiz na minha jornada. E o que os meus alunos fazem hoje no Método Phoenix, numa jornada de dois meses. Por isso, não acredite que a codependência emocional é uma sentença na sua vida. Pois ela não é. Com isso, não viva como se você fosse obrigada ou obrigado a suportar relações abusivas, pessoas abusivas ou uma vida mais ou menos por causa da dependência emocional. Ela só permanece na sua vida se você decidir não fazer nada em relação a isso.

Saia da posição de conforto. Busque sua mudança.

Caso queira assistir a esse conteúdo em vídeo, assista abaixo:

 

Janaina Campos

Janaina Campos

Janaina Campos Psicanalista | Coach | Hipnoterapeuta - OMNI e NGH | Analista Comportamental Te conduzo à libertação definitiva da codependência emocional e dos relacionamentos abusivos. Viva o relacionamento que merece.

Veja também!

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Newest
Oldest
Inline Feedbacks
View all comments

Posts Recentes

Parabéns!

Muito bem,
Você já esta Inscrito!

O que fazer enquanto isso?
Você pode acompanhar o meu trabalho em minhas redes sociais e conferir o meu site.

arrow-icon-size3 Voltar para o Site

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.